Autoatendimento: solução em tempos de pandemia

Compartilhar

Totem de autoatendimento MOAI: infinitas possibilidades para o Varejo durante (e após) a pandemia do Covid-19

autoatendimento no varejo

A pandemia está transformando o cenário do varejo no Brasil. Com lojas temporariamente fechadas ou capacidade reduzida, o autoatendimento ganhou novo status e a tecnologia, que costumava ser implementada apenas como uma alternativa de inovação, agora é uma necessidade na readaptação do setor aos novos tempos.

Para continuarem próximas ao cliente, empresas de todas as áreas precisam disponibilizar formas diferentes de atender o público com a mesma segurança e agilidade de antes.

Atentos ao que o mercado precisa, fizemos um webinar com a MGI Tech, para falar sobre o tema e apresentar o MOAI, nossa solução de autoatendimento para o setor varejista. Neste artigo, compartilhamos alguns dos destaques da conversa, que também contou com a participação de dois clientes que já utilizam o MOAI em suas lojas, Oscar Calçados e Supermercados D’Avó.

Conheça as funcionalidades e benefícios do MOAI

Junto à MGI Tech, desenvolvemos o MOAI, um produto que tem uma complexidade maior que a de um totem comum, pois é um conjunto formado por hardware, software, serviços, B.I e análises, permitindo a gestão completa por parte do varejista.

Através dele é possível que o cliente realize pagamentos, consulte ou imprima suas faturas e veja o histórico de transações. Tudo isso com a garantia da segurança de uma câmera 3D, que permite o login com biometria facial. Quando o MOAI não está sendo utilizado, o estabelecimento pode aproveitar o totem para a inserção de imagens e vídeos de promoções, por exemplo.

totem de autoatendimento no varejo

Além de todas as funcionalidades do autosserviço, outros pontos que beneficiam a relação entre vendedor e consumidor foram ressaltadas no webinar, como:

✅  Diminuição de filas no PDV: Com a instalação dos totens de autoatendimento, clientes que iriam na loja apenas para realizar pagamentos ou consultar extrato podem evitar a fila do comprador e agilizar sua visita.

✅  Sistema intuitivo: Apesar da resistência que algumas empresas têm em implementar soluções como essa, a tecnologia do MOAI é semelhante à navegação no celular, facilitando o entendimento de quem utiliza.

✅  Manutenção à distância: Se o sistema apresentar algum problema ou precisar de atualização, não é preciso acionar um técnico, pois toda a manutenção é feita remotamente.

Quer saber como está sendo a experiência de quem já instalou o MOAI em suas lojas e o impacto dessa solução nos negócios? Confira!

Experiências de quem já utiliza o autoatendimento no varejo

Convidamos o Diretor Administrativo e TI da Oscar Calçados, Nelson Cazarine, e o Diretor de Facilidade e Simplicidade no Grupo D’Avó, Márcio D’Avó, para participar do webinar e contar sobre a adaptação com o sistema e como o autoatendimento impactou o dia a dia das lojas.

Para ambos, a primeira medida após a implementação do MOAI foi de alocar funcionários para orientar os clientes que não sabiam usar os totens de autoatendimento. Os dois perceberam uma rápida evolução do público, que aceitou bem o sistema em pouco tempo depois da instalação.

No caso da Oscar Calçados, a empresa traçou uma nova estratégia desde que a pandemia forçou o fechamento das lojas: “pegamos os totens e levamos para redes de supermercados e farmácias, avisamos os clientes via SMS e oferecemos essa facilidade”, comentou Cazarine. Para ele, uma das vantagens da tecnologia é essa mobilidade de adaptação em diferentes espaços físicos, permitindo também a autonomia dos clientes e a oportunidade de novas parcerias.

A experiência do Grupo D’Avó também tem sido positiva. Em função do novo coronavírus, D’Avó diz que os processos de pagamento nos totens aumentaram de 40% para 52%: “as pessoas estão preferindo não ter o contato do atendimento ao caixa. A pandemia acelerou o uso”.

Economia para o varejo durante (e após) a pandemia

Segundo levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), realizado entre 15 de março e 2 de maio, o varejo brasileiro teve retração de 56% no faturamento habitual em relação ao período anterior à crise, como mostra a matéria do Estadão.

Dessa forma, outro benefício que o sistema de autoatendimento agrega aos negócios é a redução de custos, que auxilia o mercado varejista em períodos de crise econômica, mas que também pode ser levado em consideração após a pandemia. Para o Grupo D’Avó, por exemplo, estima-se que a implementação do MOAI custou três vezes menos que a manutenção de caixas.

Conheça outras tecnologias em meios de pagamento que fazem parte do portfólio da Conductor e entre em contato para ativar no seu negócio.

Assista ao webinar na íntegra e saiba mais sobre soluções em autoatendimento:

Posts relacionados

Conductor adquire Muxi e amplia presença no mercado de meios de pagamento
Conductor

Conductor adquire Muxi e amplia presença no mercado de meios de pagamento

Anunciamos nesta quinta-feira (30/07/2020) a aquisição d...

CPF Token: a melhor opção para compras no varejo
Conductor

CPF Token: a melhor opção para compras no varejo

O CPF Token é uma tecnologia para realização de pagamentos (e saques) no va...

Crédito no varejo antes e depois da Covid-19
Conductor

Crédito no varejo antes e depois da Covid-19

Se antes da pandemia conceder crédito no varejo já era um tema complexo, o momento atual...

Receba nosso conteúdo exclusivo

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais em Cookie Settings. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies.