Headstart Conductor

Private Label e as vantagens para o Varejo

12/12/2018 - 0 Comentário(s)

"Crédito ou débito?"


Os consumidores brasileiros estão habituados a responder a esta pergunta toda vez que chegam no caixa de um estabelecimento comercial. Muitos optam pelo crédito, pois desejam se beneficiar de facilidades como a compra parcelada ou o pagamento somente no dia de fechamento da fatura do cartão.
Porém, como nem todos têm acesso ao crédito por meio de instituições financeiras, muitos ficam impedidos de utilizar esta modalidade de pagamento em suas compras. É aí que entra o Private Label.
O Private Label, ou cartão de loja, é uma linha de crédito própria oferecida pelo varejista para facilitar a compra em suas lojas, contribuindo assim com sua estratégia de atração e fidelização de clientes.
O Private Label representa, principalmente, uma oportunidade para a entrada de novos consumidores no mercado, em sua maioria provenientes das classes C e D (clientes desbancarizados ou que buscam pagamento à prazo). Com o Private Label, eles conquistam um poder de compra maior e passam a ter acesso a produtos mais caros, como eletrodomésticos, com mais facilidade.


O mercado de cartões Private Label 

De acordo com uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), o varejo que trabalha com Private Label já conquistou seu espaço na carteira dos consumidores: 40% dos brasileiros utilizam essa modalidade de crédito em suas compras. Isso significa que o cartão de loja fica atrás apenas dos cartões de crédito, que são utilizados por 60% dos brasileiros.
No que se refere à participação de mercado, a Associação Brasileira de Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) estima que os cartões de loja respondam por 12% do faturamento total dos cartões de crédito no Brasil. A entidade também acredita que o mercado de cartões Private Label fechará o ano de 2018 com crescimento aproximado de 30%.
Em relação à soma movimentada no último ano (2017), segundo informações do Banco Central, os cartões Private Label atingiram a marca dos R$ 60 bilhões.


Principais vantagens dos cartões Private Label

Quem trabalha com o varejo já deve ter flertado algumas vezes com a ideia de fazer o próprio cartão, não é? Se você faz parte desse time, esperamos que este post ajude a esclarecer suas dúvidas sobre esta modalidade de crédito.


A seguir, listaremos as principais vantagens dos cartões Private Label:


Aumento das vendas

Ao oferecer um cartão da sua loja ao público, você estimula a compra recorrente em seus estabelecimentos. Para os consumidores, os atrativos são muitos:
- O cartão é emitido com rapidez e sem complicações. Muitas vezes, o cliente já sai da loja com o crédito pré-aprovado e o plástico em mãos;
- As condições de pagamento são diferenciadas. A possibilidade de parcelamento sem juros das compras é um grande atrativo, uma vez que é possível chegar a um valor mensal que cabe no bolso do consumidor;
- Vantagens exclusivas para portadores do cartão, como ofertas e descontos.


Aumento do ticket médio por compra

As facilidades de pagamento fazem com que os clientes gastem mais em suas lojas, pois sabem que poderão fracionar o valor total da compra ao longo dos meses subsequentes. Ter o cartão da sua marca pode também gerar mais compras por impulso, onde o comprador acaba levando mais itens do que pretendia inicialmente, convencido pelas condições especiais de pagamento.
E quando esse movimento passar a se repetir com uma certa frequência em suas lojas, seu faturamento certamente irá crescer, o que resulta também no aumento da lucratividade da sua rede de varejo.


Fidelização

Os fatores que mencionamos acima também irão contribuir com a sua estratégia de fidelização de clientes, que passarão a retornar à sua loja seduzidos pelas facilidades que a sua linha de crédito própria oferece.
Para garantir uma frequência de compras ainda maior (e também a indicação para familiares em amigos), sugerimos potencializar as vantagens oferecidas aos clientes. Por exemplo: descontos exclusivos, programas de pontos que serão revertidos em prêmios, ofertas especiais, venda de seguros, etc.


Ganhos financeiros

Além do ganho financeiro evidente, gerado pelo aumento das vendas e do ticket médio por compra – existem casos no comércio varejista de alimentos onde o cartão da loja tem participação superior a 30% do faturamento, enquanto no ramo mole (moda e calçados), pode ultrapassar 50% – o Private Label ainda incrementa o faturamento do varejo em outras frentes.
Primeiro, temos a taxa do cartão de crédito, que passa a ser um custo a menos para a empresa: ao possuir seu próprio meio de pagamento, não há mais necessidade de pagar uma porcentagem às bandeiras de cartão.
Também é possível lucrar através das tarifas (que não são fixas e podem ser definidas por cada varejista), dos juros das compras parceladas ou pagamentos em atraso, dos produtos financeiros contratados pelos clientes, etc.


Conhecer mais os seus clientes

Os sistemas dos cartões Private Label, além de suportarem todas as transações financeiras, também oferecem um benefício adicional muito valioso para os varejistas: informações sobre os seus clientes.
Através da análise dos hábitos de compra e consumo – o que o cliente comprou ao longo do ano, valor médio por compra, período do mês ou ano que efetuou mais compras, produtos com mais saída, etc – é possível traçar um perfil detalhado dos clientes.
A partir destes dados, a tomada de decisão estratégica é facilitada, bem como o desenvolvimento de campanhas de Marketing e Vendas, que passam a ser mais direcionadas e assertivas, com maior chance de atração e fidelização dentro do perfil do público-alvo identificado.


Ou seja, o Private Label é, também, uma excelente ferramenta de Inteligência de Mercado.


Aumento do fluxo nas lojas

A combinação de todos os fatores citados acima também gera o aumento do fluxo de clientes nas lojas, não só atraídos pelas condições especiais de pagamento e pelas campanhas de marketing segmentadas, mas também quando passam pelo estabelecimento para pagar a fatura do cartão ou mesmo contratar um serviço adicional.


Para o varejo, adotar o Private Label é vantajoso pois estimula o consumo em sua rede e favorece a fidelização de clientes. Além disso, as vantagens ultrapassam os ganhos financeiros: por ser um benefício extra oferecido aos clientes, é uma forma de promoção da imagem e consolidação da sua marca no mercado.
Ficou com alguma dúvida ou deseja saber como implementar o cartão Private Label em seu varejo? Deixe um comentário ou entre em contato!

Compartilhe